Boletim do Centro de Estudos da PGE - SP  Vol. 24

 maio/junho 2000

editorial    notícias    doutrina    atividades forenses   jurisprudência     legislação

 

Editorial

O tempo passa cada vez mais depressa e essa não é mais uma mera observação perdida na roda dos afazeres que faz passar a oportunidade de acompanhar e provoca o espanto de constatar as mudanças.

A afirmação de que as noções de tempo e espaço são relativas se comprova, no cotidiano, com o progresso e a modernidade; dos meios de transporte e de comunicação, que venceram as distâncias, ao computador e à sua rede que agiliza as projeções e experiências e universalizam os resultados.

Não é possível conformar-se; é necessário acompanhar.

A organização justifica-se pelo objetivo e impõe pelo resultado. Para sua manutenção é necessário avaliar funções e estabelecer metas, buscar os meios e incentivar a colaboração.

A atualização impõe análise e busca da proposta adequada ao objetivo. Exige mudanças para a melhoria de resultados.

Mudanças físicas e filosóficas.

Mudanças físicas, modernizando e adequando os setores para a realização das suas finalidades.

Mudança de filosofia, incitando a trabalhar bem e objetivamente, a compartilhar os resultados, a trabalhar melhor para alcançar facilmente o ideal.

Na Procuradoria Fiscal vivemos esse procedimento.

A partir do elenco de nossas funções, analisamos os objetivos e fixamos as metas relativamente à inscrição e cobrança da dívida ativa, à representação dos Estado nos processos de sucessão, a defesa do Estado na matéria tributária e assessoria e divulgação relativa à legislação tributária e fiscal.

Ressaltamos a importância da integração com a Secretaria da Fazenda e da participação com os demais órgãos públicos ligados às matérias específicas; do bom atendimento do interessado; da realidade presente, de política econômica de redução de recursos, materiais e pessoais, que exige cada vez mais concentração de ação e especialidade.

Consultamos, então, o grupo técnico da Fundação Getúlio Vargas, buscando a assessoria especializada na área administrativa para estabelecer o projeto de atuação e nortear as modificações necessárias.

E hoje já atingimos algumas metas: com a mudança de organização administrativa para atender ao novo perfil estabelecido; com a mudança das instalações, concluída em parte e continuada no restante; com o incentivo da participação e integração com a Administração; com a mudança no atendimento.

É muito, sofridamente conseguido graças à participação de todos e à colaboração excepcional de muitos que aqui trabalham.

É pouco, perto do quanto ainda temos que realizar para implantar o plano na sua totalidade, sobretudo considerando nosso caminhar sofre os sobressaltos típicos da dinâmica da nossa área de atuação.

O progresso é assim: caminha a passos largos, mas leva a um horizonte sem fim de realizações.

Vale a pena acompanhar.

 

Eliana Maria Barbieri Bertachini

Procuradora do Estado Chefe da Procuradoria Fiscal

 

INÍCIO